Santander oferece parcelas grátis em empréstimos para empresas no Brasil

São Paulo, 10 out (EFE).- O banco espanhol Santander anunciou que vai oferecer no Brasil até três parcelas grátis em linhas de empréstimos de capital de giro para empresas que forem pontuais nos planos de pagamento, com o objetivo de proporcionar um “fôlego financeiro” para as companhias.

De acordo com um comunicado ao que a Agência EFE teve acesso, essa é uma “condição única e vantajosa” oferecida pelo banco e já está disponível para empresas de todos os tamanhos que contrataram financiamentos de capital de giro com prazos de 12 ou 18 meses, que contarão com a isenção da última parcela.

No plano de 24 meses, as companhias que pagarem as prestações em dia terão abatidas as duas últimas parcelas do contrato, e, no caso dos planos de 36 meses, as últimas três.

“Na prática, como existe a isenção de até três parcelas de acordo com o prazo da operação, o custo final da linha fica mais baixo”, afirmou o superintendente executivo do Segmento Empresas do Santander Brasil, Alexandre Fontenelle, através do comunicado.

“Por essa razão, o nome do produto escolhido pela Instituição é “Recompensa”, uma vez que existe a isenção de uma até três parcelas para quem paga em dia”, acrescentou ele.

O executivo também destacou que esta linha ainda não pode ser contratada através dos canais digitais do banco, sendo ofertada exclusivamente pela rede de agências.

Linha de crédito para 13º salário com custos reduzidos

Segundo o banco espanhol, uma dificuldade enfrentada por empresas no segundo semestre do ano é a falta de caixa para pagar do 13º salários dos funcionários.

Por isso, a instituição financeira também disponibilizou para estes clientes, apenas através da rede de agências, descontos de até 20% na taxa de juros da operação de crédito.

“Para ser elegível, basta que a empresa possua sua folha de pagamento com o Santander, além de limite disponível para financiamento do 13º. O Santander é o único banco a oferecer 12 meses de prazo para pagar e até 89 dias de carência para pagamento da primeira parcela”, ressalta o comunicado. EFE