FMI reduzirá previsão de crescimento global para 2023

Washington (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) diminuirá suas perspectivas de crescimento global na próxima semana diante do amplo cenário de incertezas, anunciou nesta quinta-feira a diretora gerente da instituição, Kristalina Georgieva.

Além disso, o FMI vê o risco de recessão cada vez maior, e mesmo quando houver crescimento econômico o sentimento será de recessão devido à queda da renda real e ao aumento dos preços.

Em um discurso na Universidade de Georgetown (EUA), a chefe do FMI disse que a economia global está passando por uma mudança de paradigma: de um em que a previsibilidade, a cooperação, a baixa inflação e as baixas taxas de juros predominavam para outra, mais frágil e altamente incerta.

De acordo com Georgieva, esta nova economia global também enfrentará maior volatilidade, choques geopolíticos e desastres climáticos mais frequentes e devastadores.

Por todas estas razões, o FMI diminuirá as perspectivas de crescimento global em sua atualização na próxima semana – embora Georgieva não tenha especificado em que porcentagem. A instituição estima que um terço da economia mundial sofrerá pelo menos dois trimestres consecutivos de retração neste ano ou no próximo, o que é considerado uma recessão em nível técnico.

A última projeção divulgada pelo FMI neste ano foi de que a economia mundial cresceria 2,9% em 2023. EFE