Com gol de Neymar, Brasil goleia Coreia do Sul e avança para encarar Croácia

Doha (EFE).- Com o retorno de Neymar e grande atuação coletiva dos titulares no Estádio 974, em Doha, o Brasil se redimiu da derrota do time reserva para Camarões ao golear nesta segunda-feira a Coreia do Sul por 4 a 1, se classificou com imponência para as quartas de final da Copa do Mundo do Qatar e vai enfrentar a atual vice-campeã mundial, Croácia, na disputa por uma vaga nas semifinais.

O duelo entre brasileiros e croatas está marcado para a próxima sexta-feira, ao meio-dia (horário de Brasilia), no estádio Cidade da Educação, em Doha. Hoje, mais cedo, a Croácia derrotou o Japão por 3 a 1 em disputa de pênaltis, após perdurar na prorrogação o empate em 1 a 1 entre as duas seleções no tempo regulamentar.

No primeiro desafio no mata-mata, a seleção brasileira contou com a volta de Neymar, que se mostrou recuperado de uma lesão no tornozelo direito e marcou o segundo gol da vitória, aos 12 minutos do primeiro tempo, ao cobrar pênalti com categoria, no contrapé do goleiro sul-coreano. Na comemoração, o camisa 10 foi à arquibancada abraçar o lateral-esquerdo Alex Telles, que não jogará mais pela Copa do Mundo devido a uma lesão no joelho direito.

Segundo números da Fifa, Neymar chegou ao 76º gol com a camisa da seleção brasileira e está a apenas um de igualar a marca de Pelé. O jogador do Paris Saint-Germain se tornou o terceiro brasileiro a balançar as redes em três edições da Copa do Mundo (2014, 2018 e 2022), feito apenas alcançado pelo ‘Rei’ (1958, 1962, 1966 e 1970) e Ronaldo (1998, 2002 e 2006).

A seleção treinada por Tite compensou a questionada atuação dos reservas na última sexta, quando desperdiçaram muitas chances de gol e perderam por 1 a 0 para a seleção de Camarões na última rodada da fase de grupos. Foi uma chuva de gols ainda na etapa inicial, antes de o time tirar o pé do acelerador. O placar foi aberto aos seis minutos por Vinícius Jr, que recebeu de Raphinha na área e, com muita gente na frente, caprichou para tirar a bola do alcance dos zagueiros e do goleiro.

Depois do gol de pênalti de Neymar, o terceiro saiu dos pés de Richarlison. Aos 28, o ‘Pombo’ fez embaixadinhas com a cabeça na entrada da área, limpou a marcação, tocou para Marquinhos e entrou na área para receber assistência de Thiago Silva e colocar no cantinho do goleiro. Lucas Paquetá marcou o quarto, 35, ao receber ótimo cruzamento de Vini Jr e chutar cruzado.

Além de fazer suas primeiras defesas no Qatar nesta segunda-feira, Alisson também sofreu seu primeiro gol. O goleiro titular, que havia dado lugar a Ederson na derrota para Camarões, foi enganado por um desvio em Thiago Silva e não conseguiu defender o forte chute de Paik Seung-Ho, que descontou para os sul-coreanos aos 30 minutos da etapa final.

Com a vitória bem administrada, Tite substituiu Alisson por Weverton, o único convocado que ainda não havia jogado. Entre as mudanças feitas no segundo tempo, o treinador trocou Neymar por Rodrygo, que desempenhou a função na ausência do camisa 10 contra Camarões, e tirou Vini Jr para dar outra oportunidade a Martinelli, o destaque dos reservas na partida anterior.

Ao término da partida, os jogadores da seleção brasileira levaram ao meio do campo uma faixa em homenagem a Pelé, que está internado para o tratamento de um câncer de cólon e uma infecção respiratória. Antes da partida, o ‘Rei’ enviou enviou em redes sociais uma mensagem de apoio aos brasileiros na Copa do Mundo no Qatar.

Ficha técnica

Brasil: Alisson (Weverton); Éder Militão (Daniel Alves), Marquinhos, Thiago Silva e Danilo (Bremer); Casemiro, Lucas Paquetá e Neymar (Rodrygo); Raphinha, Vinícius Jr (Gabriel Martinelli) e Richarlison. Técnico: Tite.

Coreia do Sul: Kim Seung-Gyu; Kim Moon-Hwan, Kim Min-Jae, Kim Young-Gwon e Kim Jin-Su (Hong Chul); Hwang In-Beom (Paik Seung-Ho), Jung Woo-Young (Son Jun-Ho) e Lee Jae-Sung (Lee Kang-In); Hwang Hee-Chan, Son Heung-Min e Cho Gue-Sung (Hwang Ui-Jo). Técnico: Paulo Bento.

Árbitro: Clément Turpin (FRA), auxiliado por Nicolas Danos (FRA) e Cyril Gringore (FRA).

Gols: Vini Jr, Neymar, Richarlison e Lucas Paquetá (BRA).

Cartões amarelos: Jung Woo-Young (COR)

Estádio: 974, em Doha. EFE