Griezmann prevê duelo complicado na final: “Com Messi é diferente”

Al Khor (EFE).- O atacante Antoine Griezmann, eleito o melhor jogador da vitória de 2 a 0 da França sobre Marrocos, nas semifinais da Copa do Mundo no Qatar, reconheceu que a final, contra a Argentina de Lionel Messi, será “diferente”.

“Com Messi na equipe adversária sempre é diferente. Assistimos a todas as partidas da Argentina, é uma equipe difícil, que está em plena forma e também tem muita serenidade no grupo, assim como nós”, comentou.

Griezmann enfatizou que após a vitória contra Marrocos é preciso “manter os pés no chão” e “se concentrar na preparação para a final”.

“Não será uma partida fácil, vamos ter que nos esforçar. A partir de amanhã vamos tentar analisá-los e ver a melhor maneira de enfrentá-los”, declarou.

O atacante, que vem jogando como meia de criação na seleção francesa, disse que sua equipe foi surpreendida pela atuação do Marrocos, que controlou a maior parte do duelo no estádio Al Bayt.

“Os marroquinos me impressionaram pelo trabalho coletivo ofensivo e defensivo. Depois do intervalo, criaram muitas chances. Menos mal que o técnico (Didier Deschamps) percebeu e colocou Marcus Thuram para ajudar Theo Hernández no lado (esquerdo), onde estavam criando muitos problemas”, relatou.

A França venceu Marrocos com gols de Theo Hernández, logos aos cinco minutos do primeiro tempo, e Randal Kolo Muani, aos 34 da etapa final.

“Conseguimos marcar rapidamente, e isso abriu a partida para nós, pudemos jogar mais tranquilos. Mas todas as partidas são complicadas”, frisou.

França e Argentina, ambas com dois títulos mundiais, duelarão em busca da terceira taça no próximo domingo, ao meio-dia (de Brasília), no estádio Lusail. EFE