Jogador do United acusado de estupro é solto após 2ª detenção

Londres (EFE).- O atacante inglês Mason Greenwood, do Manchester United, que está sendo acusado de tentativa de estupro e agressão a uma ex-namorada, foi colocado em liberdade nesta quarta-feira, sob o pagamento de fiança, depois de ter detido no fim de semana por descumprir as regras da liberdade condicional.

O jogador de futebol, de 21 anos, foi detido pela primeira vez em janeiro deste ano, para ser colocado em liberdade em seguida. Dias atrás, Greenwood voltou a ficar sob custódia da polícia por tentar fazer contato com a vítima.

A ex-namorada do inglês o acusa dos delitos de tentativa de estupro, agressão, comportamento ameaçador e controlador.

Nesta quarta-feira, Greenwood, que não esteve presente na audiência realizada hoje, recebeu liberdade sob o pagamento de fiança e permanecerá assim, pelo menos, até a próxima sessão em um tribunal, que está prevista para acontecer em 21 de novembro deste ano.

Estupro afasta Greenwood dos gramados

O atacante não vem treinando ou jogando pelo Manchester United desde que o caso veio à tona, em janeiro deste ano. Ele seguirá suspenso até que a situação esteja resolvida.

As acusações contra Greenwood foram feitas depois da divulgação de imagens da ex-namorada dele, repleta de feridas e lesões no corpo.

A tentativa de estupro ocorreu, de acordo com a denúncia, em outubro de 2021, enquanto o comportamento controlador e ameaçador, teriam sido registrados de 1º novembro de 2018 a 15 de outubro de 2022.

Já os crimes de agressão e assédio teriam acontecido durante o mês de dezembro do ano passado. EFE