Lodeiro fala sobre sonho de ter jogado um Mundial

Chicago (EFE).- O meia uruguaio Nicolás Lodeiro, do Seattle Sounders, falou, em entrevista publicada nesta segunda-feira sobre o sonho realizado de ter jogado um Mundial e relembrou a épica vitória sobre Gana, em 2010.

“Jogar um Mundial é o sonho de todo jogador de futebol, de representar seu país. Quando você cresce e vira jogador, seu primeiro objetivo é jogar uma Copa do Mundo. É um sonho poder ter conseguido. Acho que foi a coisa mais bonita que aconteceu na minha vida”, disse o ex-Botafogo e Corinthians aos meios da MLS, principal liga americana.

“É a experiência mais linda para qualquer jogador de futeebol. Poder ter estado ali foi um sonho. Estão as melhores seleções, os melhores jogadores. O mundo para por um mês para ver todos os jogos de futebol. Acho que é um acontecimento que não tem comparação com outro esporte”, completou.

Lodeiro, de 33 anos, foi campão da Copa América, em 2011, e participou das Copas de 2010, na Alemanha, e de 2014, no Brasil. Da primeira, ele tem a recordação mais intensa, do duelo nas quartas d final, marcado pela histórica “defesa” do atacante Luis Suárez, que foi expulso, para evitou gol de Gana, o que teria resultado na eliminação da ‘Celeste’, que acabou avançando nos pênaltis.

“Tive a sorte de jogar essa partida. É um jogo que vai ficar na história, não apenas do Uruguai, mas na história do mundo. Acho que é um jogo que se lembra quem é torcedor da África do Sul, os brasileiros, os argentinos, os alemães. Todo mundo ficou assistindo. Poder ter estado ali, para mim, é um orgulho”, afirmou.

Lodeiro, que esteve no Botafogo entre 2012 e 2014, e partiu para atuar alguns meses no Corinthians, destacou a importância de Óscar Tabárez, ex-técnico da seleção uruguaia, em sua trajetória.

“Sem dúvida, é uma pessoa muito importante na minha carreira. Sempre serei agradecido com ‘El Maestro’, porque sempre confiou em mim. É um grande treinador e uma excelente pessoa”, destacou o meia. EFE