Marrocos vence Canadá e volta às oitavas da Copa após 36 anos

Doha (EFE).- A seleção do Marrocos venceu nesta quinta-feira o já eliminado Canadá por 2 a 1 e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo pela primeira vez desde 1986, ao terminar na liderança do grupo F, pelo qual também avançou a Croácia e foi eliminada precocemente Bélgica, que empataram em 0 a 0.

Em jogo disputado no estádio Al Thumama, em Doha, apenas jogadores marroquinos mexeram no placar, já que o meia Hakim Ziyech e o atacante Youssef En Nesyri balançaram a rede a favor dos norte-africanos no primeiro tempo, e o zagueiro Nayef Aguerd, contra, descontou, anotando o 100º gol desta edição do torneio e o primeiro contra.

Com a vitória, os comandados por Walid Regragui chegaram a sete pontos no grupo F, dois a mais que os croatas, que também avançaram, e três a mais que a chamada “ótima geração belga”, agora candidata a grande decepção da edição realizada no Qatar. O Canadá terminou zerado na chave.

Em cinco participações anteriores, o Marrocos só tinha ficado entre as 16 melhores no Mundial do México, 36 anos atrás, quando se tornou a primeira representante africana a liderar um grupo, ficando à frente de Inglaterra, Polônia e Portugal. A eliminação veio nas oitavas, com derrota para a Alemanha.

No Qatar, os marroquinos até podem ter os alemães mais uma vez pela frente, mas a chance é pequena, já que os tetracampeões precisam de vitória e combinação de resultado para avançar no grupo E, em que a Espanha lidera com quatro pontos, um a mais que Japão e Costa Rica.

Marrocos histórico

Jogando pelo empate para garantir a histórica classificação, o Marrocos não hesitou em partir para cima em busca dos três pontos e da possibilidade de avançar com a primeira colocação da chave, o que foi premiado logo aos 4 minutos do primeiro tempo.

Após bobeira generalizada do sistema defensivo canadense, a bola sobrou para Ziyech, mostrou muito categoria para dar leve toque por cima do goleiro Borjan e abrir o placar da partida.

Insaciável, o Marrocos ampliou ainda na etapa inicial, aos 23, quando Hakimi descolou lançamento preciso e fez En-Nesyri disparar, ganhar de Vitória na corrida e disparar um belo chute para ampliar.

Embora tenha entrado em campo eliminada e mesmo dominada em quase todo o primeiro tempo, a seleção do Canadá seguiu tentando mostrar lampejos do bom futebol apresentado nas duas primeiras rodadas.

Aos 40, em rápida ação ofensiva, Adekugbe partiu pela esquerda e bateu cruzado para o meio da área, onde o zagueiro Aguerd acabou cortando para a própria rede, anotando o 100º gol desta Copa e o primeiro contra.

No segundo tempo, os canadenses mostraram empolgação para tentar buscar o primeiro ponto em Copas do Mundo. Com menos de 15 minutos, Larin e Davies tiveram chance de balançar a rede, mas acabaram pecando pela pontaria.

Aos 26, os comandados por John Herdman ficaram ainda mais perto de empatar, quando, após falta cobrada na área, Hutchinson cabeceou, acertou a trave e ainda viu a bola bater em cima da linha. A tecnologia usada pela Fifa confirmou que não se tratou de gol.

A reta final da partida foi de poucas emoções, com exceção de um susto, nos minutos finais, protagonizado pelo goleiro Bono, que tentou matar uma bola no peito na frente de adversário e quase entregou o ouro.

Ficha técnica

 Canadá: Borjan; Johnston, Vitória e Miller; Adekugbe (Kone), Osorio (Laryea), Kaye (Hutchinson) e Davies; Buchanan, Hoilett (Wotherspoon) e Larin (David). Técnico: John Herdman

Marrocos: Bono; Hakimi (Jabrane), Aguerd, Saiss e Mazraoui; Ounahi (El Yamiq), Amrabat e Sabiri (Amallah); Ziyech (Hamdallah), Boufal (Aboukhlal) e En-Nesyri. Técnico: Walid Regragui

Árbitro: Raphael Claus (BRA), auxiliado por Rodrigo Figueiredo (BRA) e Danilo Manis (BRA)

Gols: Aguerd (contra) (Canadá); Ziyech e En-Nesyri (MAR)

Cartões amarelos: Hoilett, Osorio e Adekugbe (CAN)

Estádio: Al Thumama Stadium, em Doha. EFE