México surpreende favoritos e vence a Challenge Cup

Barcelona (EFE).- O México surpreendeu e venceu a Challenge Cup, a final de consolação da Copa das Nações Longines FEI Jumping – que acontece neste fim de semana em Barcelona, na Espanha -, ao conseguir atuação quase perfeita para desbancar favoritos com o Brasil.

Liderados por Manuel González Dufrane, que saltou com a égua Hortensia Van de Leewerk, e Fernando Martínez Sommer com o cavalo High Five, a equipe mexicana somou apenas um ponto de penalização e não deu chances aos adversários.

O ponto foi de Nicolás Pizarro, que saltou com Oak Grove’s Enkidu e, apesar de não derrubar obstáculos, acabou completando o percurso acima dos 85 segundos permitidos.

“Fui um pouco lento na passagem 1 e 2 e não consegui ser capaz de recuperar esse tempo, mas não mudei meu plano”, afirmou o cavaleiro, em entrevista coletiva após a disputa.

González Dufrane, por sua vez, se disse “muito feliz” com a vitória na Challenge Cup, mas destacou que competir “com os amigos é o mais incrível”.

O cavaleiro mexicano, além da conquista, ainda recebeu prêmio de 50 mil euros (R$ 264,4 mil) por ter sido o único, ontem e hoje a zerar o percurso.

Os três integrantes da equipe do México dividirão ainda 70 mil euros (R$ 370,2 mil) pela primeira colocação.

O técnico dos mexicanos, o americano Mark Laskin, admitiu que gostaria de participar da final de amanhã, “mas que este é um grande prêmio de consolação”, antes de exaltar os cavaleiros por terem melhorado o desempenho da quinta-feira.

Dois dias atrás, a equipe do México havia terminado a prova classificatória na última posição, por isso, sequer estavam entre os favoritos hoje.

O Brasil era o principal candidato a ficar com o título da Challenge Cup. Apesar de Marlon Modolo Zanotelli ter zerado o percurso, a equipe do país só conseguiu o terceiro lugar.

Os brasileiros foram superados também pela Suécia, que participou da competição com quatro amazonas e se recuperou, já que vinha de ocupar a última posição na etapa classificatória da Copa das Nações.

A competição, organizada pela Federação Equestre Internacional (FEI), terá amanhã a grande final, em que Bélgica, Reino Unido e Irlanda são os principais concorrentes da franca favorita França, que conta com a grande fase de Julien Epaillard. EFE