Morre Pelé, o Rei do futebol, aos 82 anos

São Paulo (EFE).- O Rei Pelé, maior jogador de futebol de todos os tempos, morreu nesta quinta-feira, aos 82 anos, devido a complicações do câncer de cólon.

Tricampeão mundial com a seleção brasileira, Edson Arantes do Nascimento estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 29 de novembro. Pelé morreu rodeado por vários filhos e netos que passaram o Natal com ele.

“Tudo que nós somos é graças a você, te amamos infinitamente. Descanse em paz”, escreveu a filha do astro Kely Nascimento ao publicar no Instagram uma foto com as mãos da família entrelaçadas.

O ex-jogador foi submetido a uma cirurgia devido ao câncer de cólon em setembro de 2021, que foi diagnosticado à época e causou metástase.

Pelé foi internado em 29 de novembro para avaliar uma mudança no seu tratamento de quimioterapia, que não estava apresentando o efeito desejado.

Dias depois, o hospital informou que ele também estava sendo tratado de uma infecção respiratória que, segundo as filhas, derivou da covid-19.

Apesar da hospitalização, Pelé se manteve ativo nas redes sociais, especialmente durante a Copa do Mundo no Qatar, manifestando apoio aos jogadores brasileiros após a eliminação nas quartas de final diante da Croácia.

Uma carreira inigualável

Pelé é o único jogador, em atividade ou aposentado, a ter conquistado três edições da Copa do Mundo, em 1958, 1962 e 1970.

O atacante passou praticamente toda a carreira no Santos, clube com o qual ganhou 48 títulos, incluindo duas vezes a Taça Libertadores, antes de se transferir para o New York Cosmos, uma breve passagem no final da carreira com a qual tentou popularizar o futebol nos Estados Unidos.

O eterno camisa 10 marcou 1.283 gols ao longo da carreira profissional, recorde que consta no Guinness World Records, incluindo 757 gols em jogos oficiais, os únicos reconhecidos pela Fifa.

Com a seleção brasileira, Pelé tem 95 gols, incluindo 77 em jogos contra outras seleções nacionais. Esta última marca só foi igualada no Brasil por Neymar.

Por estes feitos, Pelé foi eleito pela Fifa o melhor jogador do século XX, enquanto o Comitê Olímpico Internacional (COI) o nomeou o melhor atleta do século, em votação dos comitês nacionais em 1999.

Nascido em Três Corações, Minas Gerais, em 1940, Pelé começou a jogar pelo Santos aos 15 anos de idade e fez a sua estreia pela seleção brasileira aos 16.

O estilo de jogo à frente do seu tempo e seus gols espetaculares fez dele uma estrela em todo o mundo, levando o Santos a fazer turnês internacionais pela América, Europa e África para enfrentar as melhores equipes e seleções do mundo.

Após se aposentar como jogador, em 1977, Pelé se tornou um embaixador global do futebol.

Em breve passagem pela política, se tornou o primeiro ministro do Esporte da história do Brasil, de 1995 a 1998, e durante sua gestão foi adotada a Lei Pelé, que regula as transferências de jogadores. EFE