Neymar é liberado de 1º dia de julgamento em Barcelona

Barcelona (EFE).- A Audiência de Barcelona dispensou o atacante brasileiro Neymar de acompanhar presencialmente nesta segunda-feira o primeiro dia de julgamento em que ele, os pais e os ex-presidentes do Barcelona Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu são réus, acusados de irregularidades na transferência do jogador do Santos para o clube catalão, em 2013.

A pedido da defesa de Neymar, o presidente da Sexta Sessão do tribunal da capital da Catalunha, José Manuel del Amo, autorizou o astro do Paris Saint-Germain a se ausentar do plenário, para que pudesse descansar, um dia depois do jogo contra o Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês.

A Audiência também permitiu que os pais do atacante não estivessem no primeiro dia do julgamento, mas apenas a mãe do craque saiu pai dele, Neymar da Silva, decidiu permanecer no tribunal para acompanhar o primeiro dia de sessão.

No julgamento oral do chamado “caso Neymar 2”, o Ministério Fiscal da Espanha pede cinco anos de prisão e 10 milhões de euros em multa para Rosell, pelos crimes de corrupção e fraude na contratação do atacante.

Para o ex-jogador do Barcelona, é solicitada pena de detenção de dois anos e outros dez anos de prisão, por um crime de corrupção nos negócios. EFE