Richarlison brilha com golaço, e Brasil vence Sérvia em estreia na Copa

Lusail (EFE).- Com dois gols de Richarlison, o segundo deles uma autêntica pintura, o Brasil estreou nesta quinta-feira na Copa do Mundo do Qatar com vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia e teve uma atuação convincente, controlando o adversário a tal ponto que o goleiro Alisson quase se tornou um mero espectador dentro de campo.

Artilheiro da partida, o “Pombo” mal tocou na bola no primeiro tempo, mas brilhou ao balançar as redes duas vezes na etapa final, em ambas com a participação de Vinícius Jr, um dos destaques da seleção.

Richarlison abriu o placar aos 16 minutos da segunda etapa, após Vini aproveitar sobra e finalizar para o gol. No rebote do goleiro, o ex-jogador de Fluminense e América-MG se posicionou bem para marcar o primeiro gol da campanha brasileira no Qatar. A mesma dupla entrou em ação aos 27 minutos, quando o ex-atacante do Flamengo avançou pela esquerda e cruzou para o camisa 9 dominar e, com a bola no alto, acertar um belíssimo voleio.

Com atuação de pouco brilho, Neymar não conseguiu se destacar na criação de jogadas, mas recebeu faltas duras que resultaram em dois cartões amarelos, para Pavlovic e Gudelj, e acabou substituído por Antony aos 34 minutos do segundo tempo. Ao chegar ao banco de reservas, o camisa 10 recebeu atendimento médico no tornozelo direito – resta saber o grau de gravidade do problema.

Muito fechada durante todo o jogo, a Sérvia teve poucas chances de contra-ataque no primeiro tempo e, por vezes, tentou ir à frente quando ficou atrás no placar, mas sem assustar.

Mudança de postura

A vitória no estádio de Lusail, que será o palco da final da Copa do Mundo, deixa o Brasil na liderança do grupo G, e a Sérvia, na lanterna. A seleção treinada por Tite está empatada em pontos com a Suíça, que mais cedo venceu Camarões por 1 a 0.

Embora o placar tenha permanecido zerado nos primeiros 45 minutos de jogo, algumas chances foram criadas pelo Brasil. Com mais posse de bola, a equipe treinada por Tite praticamente não levou sustos e apostou na agilidade de Raphinha e Vinícius Júnior pelos lados.

Em uma das tentativas de furar o bloqueio sérvio, Thiago Silva lançou Vini em profundidade, mas o goleiro Vanja Milinkovic-Savic chegou a tempo para impedir o brasileiro de dominar na cara do gol. A melhor chance da primeira etapa veio com Raphinha, que tabelou com Lucas Paquetá, recebeu na área e chutou fraco, facilitando a defesa do arqueiro adversário.

A seleção brasileira voltou mais incisiva do intervalo. Logo no primeiro minuto, Richarlison pressionou a zaga adversária e Raphinha roubou a bola, mas chutou em cima do goleiro. De fora da área, Alex Sandro arriscou com uma bomba e acertou a trave.

O placar foi aberto graças ao oportunismo do camisa 9, que aproveitou o rebote em chute de Vini Jr para marcar. Pouco depois, o “Pombo” protagonizou o lance mais plástico da partida, ao receber assistência do companheiro de ataque para balançar as redes de novo, desta vez com um voleio.

A partir daí, a Sérvia tentou se soltar mais em campo, dando espaços ao Brasil, que pressionou até o fim da partida e quase fez o terceiro com Casemiro, que recebeu na entrada da área e chutou colocado no travessão do goleiro sérvio.

Ficha técnica

Brasil: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Lucas Paquetá (Fred) e Neymar (Antony); Raphinha (Gabriel Martinelli), Richarlison (Gabriel Jesus) e Vinícius Jr (Rodrygo). Técnico: Tite.

Sérvia: Vanja Milinkovic-Savic; Milenkovic, Veljkovic e Pavlovic; Gudelj (Ilic), Lukic (Lazovic), Sergej Milinkovic-Savic, Zivkovic (Radonjic) e Mladenovic (Vlahovic); Tadic e Mitrovic (Maksimovic). Técnico: Dragan Stojkovic.

Árbitro: Alireza Faghani (IRA), auxiliado por Mohammadreza Mansouri (IRA) e Mohammadreza Abolfazli (IRA).

Gols: Richarlison (2) (BRA).

Cartões amarelos: Pavlovic, Gudelj e Lukic (SER).

Estádio: Lusail, em Lusail (QAT). EFE