Suárez diz que Uruguai precisa fazer autocrítica e fala sobre não ao Grêmio

Doha (EFE).- O atacante Luis Suárez reconheceu nesta quinta-feira que os jogadores da seleção uruguaia precisam assumir a responsabilidade pelo mau início na Copa do Mundo e falou sobre o recente interesse do Grêmio em contratá-lo.

“É preciso fazer uma autocrítica”, admitiu o veterano goleador, em entrevista coletivo.

“Gostaria de estar em outra situação, gostaria que fosse diferente, mas o uruguaio é assim, enxerga as coisas assim e está acostumado a sofrer”, completou.

Suárez garantiu que a seleção do Uruguai tem qualidade e jogadores para estar em uma situação melhor, já que está na lanterna da chave, com um ponto, sequer dependendo apenas de si para avançar.

“Fico tranquilo porque, nesta situação, o uruguaio não se rende”, disse o atacante.

“Olhamos para nós como grupo, como quando estávamos sofrendo nas Eliminatórias. Não temos que buscar desculpas, mas sim render dentro do campo. Todos podemos falar, mas é preciso mostrar dentro do campo”, acrescentou.

Suárez explica resposta ao Grêmio

Na entrevista coletiva concedida no Qatar, Suárez revelou na coletiva o motivo de ter recusado proposta de um grande clube do futebol brasileiro para contratá-lo.

“É lindo saber que reconhecem o trabalho que você faz no campo, que um clube como o Grêmio tenha interesse em você. Mas, disse que tinha a cabeça voltada para o Mundial, que não iria tomar uma decisão. Fico muito grato pelo carinho”, afirmou o atacante. EFE