Técnico diz que Marrocos tem “fome” e sonha com título mundial

Doha (EFE).- O técnico da seleção do Marrocos, Walid Regragui, reconheceu que o próximo desafio na Copa do Mundo será de enfrentar a “melhor equipe do mundo, em referência a França, mas garantiu que os Leões do Atlas seguirão na busca por surpreender.

“Ainda temos fome e não estamos cansados”, garantiu o comandante, em entrevista coletiva concedida na véspera da segunda semifinal da competição.

Regragui ainda minimizou as previsões e estatísticas que apontam para um franco favoritismo dos ‘Bleus’, que entram em campo para defender o título conquistado quatro anos atrás, na Rússia.

“No início da competição, nos davam 0,01% de chances de ganhar. Agora, imagino que nos darão mais. Vamos jogar por terra essas estatísticas”, garante o técnico do Marrocos.

“Eu busco uma mudança profunda de mentalidade. Se nos contentarmos com a semifinal, não quebraremos essa fronteira. Estamos aqui para ganhar o Mundial. Pode parecer loucura, mas é o que buscamos”, disse o marroquino.

Na coletiva, Regragui falou especificamente do lateral-direito Achraf Hakimi, que terá a missão de marcar o companheiro de Paris Saint-Germain Kylian Mbappé.

“Ninguém o conhece melhor que ele, que treina todos os dias ao seu lado, sabe que tipo de jogador é”, afirmou o técnico.

No entanto, Regragui garantiu que Mbappé não é a única preocupação que a seleção francesa oferece.

“Não vamos fazer um dispositivo especial, porque, infelizmente para nós, eles não têm apenas Kylian. Têm Griezmann, que é muito perigoso, têm Dembelé, que é um perfeito complemento no outro lado”, avaliou.

“Vai ser um duelo interessante. São dois campeões que não farão concessões. Não nos concentramos só em Kylian, Achraf vai estar 200% para superar seu amigos, e, vamos tentar criar problemas para eles”, acrescentou. EFE