Aeroporto Internacional de Pequim reabrirá terminais no domingo

Pequim (EFE).- O Aeroporto Internacional de Pequim – Capital reabrirá os terminais 2 e 3-E para receber chegadas internacionais a partir do próximo domingo, dia em que a China retirará a exigência de quarentena para quem entra no país, requisito que vigora desde março de 2020.

Desde 10 de março daquele ano, os passageiros que chegam a Pequim são obrigados a entrar no Terminal 3-D do aeroporto e depois são submetidos a uma quarentena obrigatória de vários dias em um hotel designado, informa o jornal “China Daily”.

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou em 26 de dezembro que retirará em 8 de janeiro o requisito de quarentena para a entrada no país que está em vigor desde março de 2020, uma medida que constitui mais um passo no desmantelamento da política de “covid zero”.

Autoridades sanitárias explicaram que os passageiros não terão de solicitar um código de saúde verde antes de viajarem para a China, um requisito até agora, embora tenham de apresentar um teste PCR negativo realizado nas 48 horas anteriores ao início da viagem.

Covid deixa de ser categoria A de risco

A Comissão declarou que a covid-19 deixará de ser uma doença de categoria A, o nível de risco mais elevado para o qual são necessárias as medidas mais rigorosas para o confinamento, mas uma doença da categoria B, que prevê um controle menos rigoroso.

A agência anunciou também que os limites ao tráfego aéreo internacional na China, que durante dois anos foi limitado a menos de 5% dos níveis pré-pandemia, serão suspensos.

Uma escassez de voos nos últimos anos fez com que os preços das passagens para os poucos voos disponíveis subissem muitas vezes para milhares de dólares cada nos últimos meses, suscitando protestos de viajantes.

No entanto, a explosão de casos de covid-19 nas últimas semanas levou vários países a decidir exigir que os viajantes procedentes do país asiático testassem negativo para a doença. EFE