Após visitar os EUA, Zelensky não descarta novas viagens do exterior

Lviv (EFE).- O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou nesta segunda-feira que não descarta fazer outras viagens ao exterior, após ter ido à Washington, nos Estados Unidos nesta semana.

“Foi minha primeira visita ao estrangeiro depois de 24 de fevereiro”, lembrou o chefe de Estado, durante encontro com embaixadores ucranianos em Kiev, se referindo à data do início da invasão pelas tropas de Moscou.

“Fui ver o aliado chave de nosso país, os Estados Unidos. Foi uma visita frutífera”, completou Zelensky, segundo publica a agência ucraniana de notícias “Interfax”.

O chefe de Estado disse que, se outra viagem tiver potencial de contar com o mesmo conteúdo “significativo, importante e estratégico” do que a visita à Washington, Zelensky não descarta outra “exceção” na postura de permanecer no país de origem.

Para isso, o presidente garantiu ser necessário que essa viagem apresente “passos decisivos para acelerar a vitória” na guerra contra a Rússia e que o aliado da vez esteja disposto a dar um passo adiante na adoção da fórmula de paz ucraniana.

A União Europeia, ontem, convidou Zelensky a participar de forma presencial de uma cúpula entre a Ucrânia e as presidências do Conselho e da Comissão Europeia, marcada para o dia 3 de fevereiro.

Durante a visita de Zelensky à Washington, o governo dos EUA anunciou a decisão de fornecer sistemas defensivos Patriot que a Ucrânia vinha solicitando durante meses. EFE