Autoridades dos EUA autorizam retomada de voos após falha em sistema

Washington (EFE).- A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) informou que “as operações normais de tráfego aéreo estão sendo gradualmente retomadas” nesta quarta-feira, após uma falha no Sistema de Notificação de Missões Aéreas, que fornece informações de segurança às tripulações de voos no país.

A entidade acrescentou que continua a investigar a causa do problema, que causou hoje atrasos em 7.694 voos e 1.176 cancelamentos mesmo após a retomada das operações, de acordo com o portal de monitoramento de tráfego aéreo “Flightaware”.

No início da manhã, a FAA havia dado uma ordem para adiar todas as decolagens de voos domésticos nos EUA até as 9h (horário do leste do país; 11h de Brasília), devido à falha de sistema, que fornece informações essenciais aos funcionários envolvidos em operações de voo e alerta em tempo real sobre um estado anormal no sistema aeroespacial americano.

O presidente dos EUA, Joe Biden foi informado pelo secretário de Transportes, Pete Buttigieg, sobre a falha no sistema de controle do espaço aéreo, disse no Twitter a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

“Não há evidência de um ataque cibernético neste momento”, acrescentou ela, além de ressaltar que Biden ordenou uma investigação completa para descobrir as causas do problema.

Os EUA sofreram uma situação de caos aéreo há duas semanas, devido à passagem da tempestade invernal Elliot, que provocou milhares de cancelamentos de voos.

No entanto, esta é a primeira vez desde os atentados de 11 de setembro de 2001 que as autoridades americanas proíbem as saídas de voos domésticos. EFE