Biden avisa Putin que nunca reconhecerá anexação de territórios ucranianos

Washington (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, advertiu nesta quinta-feira seu homólogo russo, Vladimir Putin, que seu país nunca reconhecerá a anexação dos territórios da Ucrânia por parte da Rússia.

“Quero ser muito claro. Os Estados Unidos nunca, nunca, nunca reconhecerão as reivindicações da Rússia sobre o território soberano da Ucrânia”, disse o presidente americano durante a Cúpula das Ilhas do Pacífico, realizada em Washington.

Biden afirmou que os referendos ilegais, nos quais quatro territórios controlados pela Rússia no oeste da Ucrânia decidiram se juntar à Federação Russa, foram uma “vergonha” e seus resultados “manipulados por Moscou”.

Além disso, denunciou que “as ambições imperialistas de Putin são uma flagrante violação da Carta das Nações Unidas e dos princípios básicos de soberania e integridade territorial”.

“A verdadeira vontade do povo ucraniano é evidente todos os dias, pois sacrificam suas vidas para defender a liberdade de seu país”, destacou.

Putin irá assinar amanhã, sexta-feira, a anexação de Lugansk, Donetsk, Kherson e Zaporizhzhya, territórios ucranianos ocupados no leste e no sul do país vizinho, que representam cerca de 15% da Ucrânia.

O apoio à anexação nestes quatro territórios ficou entre 87,05% e 99,23%, segundo as autoridades pró-Rússia, em referendos não reconhecidos pela comunidade internacional.

Se a anexação for consumada, os Estados Unidos ameaçaram aumentar as sanções impostas à Rússia desde que iniciou sua invasão da Ucrânia no último mês de fevereiro. EFE