Elon Musk enfurece Ucrânia com ideias para acabar com a guerra

Nova York (EFE).- O bilionário Elon Musk compartilhou no Twitter nesta segunda-feira suas ideias sobre como acabar com a guerra na Ucrânia, uma proposta à qual várias autoridades ucranianas, incluindo seu presidente, Volodymyr Zelensky, logo reagiram com indignação.

Musk propôs a seus seguidores uma enquete sobre um possível acordo de paz entre a Ucrânia e a Rússia com base em quatro princípios.

São eles: a repetição das eleições nas regiões anexadas sob supervisão da ONU, com a Rússia se retirando se essa for a vontade do povo; a Crimeia ser formalmente parte da Rússia – “como tem sido desde 1783 (até o erro de Khrushchev)”, segundo opinou -; assegurar o abastecimento de água à Crimeia; e a Ucrânia permanecer neutra.

De acordo com Musk, esse provavelmente será o resultado final do conflito e a questão será quantas pessoas morrerão antes que isso aconteça.

“Também vale ressaltar que um possível desfecho desse conflito, embora improvável, é uma guerra nuclear”, acrescentou o empresário, que em interações com outros usuários defendeu que se alguém se preocupa com os ucranianos deve buscar a paz, já que é altamente improvável que a Ucrânia ganhe em uma “guerra total”.

Em três horas, mais de um milhão de pessoas votaram na enquete, com quase dois terços contrários às ideias do homem mais rico do mundo, que sugeriu que “bots” ou contas falsas estavam por trás desses resultados.

Quase imediatamente, o embaixador ucraniano na Alemanha, Andrij Melnyk, respondeu aos tweets de Musk com insultos e garantindo que o “único resultado” será que nenhum ucraniano voltará a comprar um Tesla.

Mais diplomático foi o ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, que, sem mencionar diretamente o empresário, disse que “aqueles que propõem que a Ucrânia desista de seu povo e de suas terras – presumivelmente para não ferir o ego de Putin ou salvar a Ucrânia do sofrimento – deveriam parar de usar a palavra ‘paz’ como um eufemismo para ‘permitir que os russos matem e estuprem milhares de ucranianos inocentes e tomem mais terras’”.

Zelensky, por sua vez, reagiu às propostas do CEO da Tesla postando sua própria enquete no Twitter na qual pergunta: “Qual Elon Musk você prefere? Aquele que apoia a Ucrânia ou Aquele que apoia a Rússia”. EFE