Ex-presidente da China Jiang Zemin morre aos 96 anos

Xangai (EFE).- O ex-presidente da China Jiang Zemin, que governou o país asiático de 1993 a 2003, morreu aos 96 anos de idade, conforme noticiou nesta quarta-feira a imprensa oficial.

Em curto comunicado, a agência estatal de notícias “Xinhua” informou que o antigo líder de governo faleceu na cidade de Xangai, onde liderou o braço regional do Partido Comunista da China nos anos 1980.

A morte de Jiang Zemin aconteceu às 12h13 locais (1h13 pelo horário de Brasília) de hoje, segundo as informações oficiais.

De acordo com a “Xinhua”, o ex-presidente morreu de falência múltipla dos órgãos, que é decorrência da leucemia, doença que não havia sido anteriormente divulgada pela imprensa ou por órgãos estatais.

Jiang Zemin, nascido na cidade de Yangzhou em 1926, foi nomeado secretário-geral do Partido Comunista em 1989, ano em que também se tornou a principal liderança da China, embora não tenha assumido a presidência até 1993.

A imprensa local relembra que a última aparição pública do antigo chefe de governo ocorreu em 1º de outubro de 2019, no Dia Nacional e no 70º aniversário da proclamação da república chinesa.

O governo de Jiang Zemin ficou marcado pela continuidade da abertura econômica iniciada pelo antecessor e mentor dele, Deng Xiaoping.

Além disso, o período foi o da entrada da China na Organização Mundial de Comércio e o da escolha de Pequim como sede dos Jogos Olímpicos de 2008, assim como pela perseguição à seita religiosa Falun Gong. EFE