Guterres vê cessar-fogo na Ucrânia “positivo”, mas pede solução duradoura

Lisboa (EFE).- O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, considera “positivo” o cessar-fogo na Ucrânia durante os festejos do Natal ortodoxo, mas cobrou uma resposta definitiva para encerrar o conflito, embora “ainda” não haja condições para isso.

“Se há condições para que pessoas não morram no Natal, isso é positivo, mas o que importa fundamentalmente é uma solução do conflito, e a solução só é possível com base na Carta das Nações Unidas e no direito internacional”, afirmou Guterres em ato em Lisboa, segundo a agência “Lusa”.

O chefe da ONU lamentou que “ainda não foram criadas as condições para uma solução de paz efetiva imediata”, mas insistiu na “possibilidade de se criar as condições para que uma solução de paz possa prevalecer”.

Entrou em vigor nesta sexta-feira o cessar-fogo unilateral de 36 horas na Ucrânia ordenado pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, devido ao Natal ortodoxo, celebrado em 7 de janeiro.

Horas depois do anúncio, ainda não se sabe se a ordem do cessar-fogo está sendo cumprida pelas tropas russas na Ucrânia. EFE