Maduro diz que “chegou a hora da paz” com diálogo entre Colômbia e ELN

Caracas (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta segunda-feira, após a instalação da mesa de diálogo em Caracas entre o governo da Colômbia e a guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN), que “chegou a hora da paz”.

“Chegou a hora da paz, e aqui está a mão (…) do povo da Venezuela para dizer ao presidente (colombiano Gustavo) Petro e à Colômbia: contem conosco para a paz total”, declarou Maduro em um ato com estudantes locais e estrangeiros, transmitido pela emissora estatal “VTV”.

Nesse sentido, o chefe de Estado ofereceu “todo o apoio do povo venezuelano às negociações de paz”, que, em sua opinião, representam uma “mensagem de esperança” para que a América Latina e o Caribe sejam um “território de paz”.

O governo colombiano e o ELN reiniciaram nesta segunda-feira o diálogo de paz em Caracas, onde representantes de ambas as delegações estão reunidos, na presença de observadores internacionais, para retomar esse processo suspenso desde 2018.

Em uma declaração conjunta, ambas as partes concordaram em “retomar com plena vontade política e ética o processo de diálogo político”, entendido como uma reivindicação “dos territórios rurais e urbanos que sofrem violência e exclusão”.

O Executivo de Maduro garantiu, por meio de comunicado, que não poupará esforços no apoio ao diálogo. EFE