Putin decreta lei marcial nas 4 regiões ucranianas anexadas pela Rússia

Moscou (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, decretou nesta quarta-feira lei marcial nas quatro regiões ucranianas recém-anexadas pelo país – Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia.

“As leis constitucionais sobre a entrada dos quatro territórios na Federação Russa já entraram em vigor. O regime de Kiev, como é bem conhecido, recusa-se a reconhecer a vontade e a escolha do povo”, disse Putin no início da reunião do Conselho de Segurança da Rússia.

De acordo com o decreto, a lei marcial entrará em vigor amanhã nas quatro regiões anexadas em 30 de setembro.

Putin, cujo decreto deve ser aprovado pelo Senado da Rússia ainda hoje, acusou Kiev de rejeitar “qualquer proposta de negociação”.

“Os disparos continuam. Pessoas inocentes estão morrendo”, afirmou.

Putin acusou as autoridades ucranianas – às quais chamou de “cúmplices de Hitler” – de recorrer a “métodos terroristas” para aterrorizar a população dos territórios ocupados por Moscou no leste e sul da Ucrânia.

Para reforçar a segurança nos territórios anexados, Putin também decretou a criação de unidades de defesa territorial.

Putin denunciou que Kiev enviou grupos subversivos ao território russo para atacar a infraestrutura civil, como a ponte da península da Crimeia, assim como instalações nucleares. EFE