Putin promulga anexação de 4 regiões ucranianas

Moscou (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, promulgou nesta quarta-feira a anexação pela Rússia das regiões ucranianas de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia, de acordo com decretos publicados no Diário Oficial do governo da maior das antigas repúblicas soviéticas.

Nos últimos dias, os tratados de anexação dos quatro territórios foram aprovados pelas duas câmaras do Parlamento russo, por unanimidade.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou ontem que Putin não tinha programado fazer pronunciamento ou presidir qualquer solenidade de assinatura dos textos, como aconteceu em 2014, na anexação da Crimeia.

“O presidente já discursou. Todos vimos e escutamos, foi muito importante”, disse Peskov, em referência a declarações feitas na última sexta-feira.

Ontem, o Senado aprovou a anexação das quatro regiões ucranianas, um dia depois dos deputados darem sinal verde para a movimentação, após apresentação dos textos pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov.

Detalhes da anexação oficializada por Putin

A incorporação dos territórios ucranianos fará necessária uma reforma do artigo 65 da Constituição da Rússia, com a elevação de 85 para 89 dos entes federais do país, com a inclusão de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia.

Nas quatro novas regiões, a língua oficial será o russo, embora será permitido o uso do ucraniano; e a moeda utilizada será o rublo.

Todos os quatro territórios anexados pela Federação Russa terão os nomes mantidos.

O período de transição para a plena incorporação dos territórios da Rússia será prorrogado até 1º de janeiro de 2026. EFE