Putin visita local de treino de reservistas e pratica tiro com fuzil

Moscou (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, visitou nesta quinta-feira um polígono militar onde treinam os reservistas convocados para combater na Ucrânia e fez disparos com um fuzil semiautomático.

O chefe de Estado, utilizando um casaco para o rígido inverno russo, colocou óculos e capacetes de proteção, deitou no chão e atirou com um fuzil de franco-atirador Dragunov (SVD) de calibre 7,62 milímetros, de acordo com imagens divulgadas pela emissora pública local de televisão.

Putin inspecionou a coordenação das unidades de combate e preparação do pessoal mobilizado no político da região de Ryazan, do Distrito Militar Ocidental, localizada a cerca de 200 quilômetros ao sudeste de Moscou.

O presidente russo decretou, em 21 de setembro, a mobilização de 300 mil reservistas para enviá-los para a Ucrânia, dos quais, mais de 200 mil já foram integrados às fileiras do exército, em meio a denúncias de que vários receberam pontos dias de treinamento antes de irem para o front de batalha.

Alguns dos recrutas garantem que deram apenas alguns poucos tiros antes de serem enviados para a área de combate.

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou nesta quinta-feira que cada reservista utilizará, pelo menos, 600 balas e cinco granadas durante o treinamento.

O presidente recebeu um relatório do ministro da Defesa, Sergei Choigu, sobre o progresso do treinamento dos soldados em várias especialidades militares e inspecionou exercícios práticos para treinamento tático, de armas de fogo, de engenharia e médico.

Putin também assistiu enquanto os soldados mobilizados praticavam um curso de assalto no nível de esquadrão e lutavam com veículos blindados inimigos simulados em espaços confinados.

Além disso, o presidente visitou um complexo de tiro polivalente, onde os militares praticam, liderados por comandantes e instrutores e onde ele mesmo utilizou um fuzil SVD. EFE