Ucrânia derrubou 223 drones kamikazes iranianos no mês passado

Lviv (EFE).- As Forças Armadas da Ucrânia afirmaram nesta quarta-feira que abateram um total de 223 drones kamikazes do tipo “Shahed-136”, supostamente fabricados pelo Irã, nos últimos 36 dias.

Os dados foram divulgados pelo próprio exército ucraniano em um comunicado postado em sua conta do Telegram, no qual indicam que o primeiro drone dessas características interceptado na Ucrânia ocorreu em 13 de setembro.

“Desde o momento em que o primeiro drone kamikaze Shahed-136 de fabricação iraniana foi abatido dentro do território da Ucrânia (em 13 de setembro, em Kupiansk), as unidades de defesa aérea da Força Aérea e outras unidades das Forças de Defesa da Ucrânia destruíram 223 veículos aéreos não tripulados”, afirma o relatório.

Esses dispositivos, que os russos chamam de Geran-2, “são destruídos com unidades de mísseis de defesa aérea, aviões de combate, veículos antiaéreos autopropulsados, sistemas de defesa aérea portáteis, armas antiaéreas, metralhadoras pesadas e outras armas”, diz o Exército ucraniano.

Segundo a fonte, as unidades de defesa aérea ucranianas destruíram 85% dos drones Shahed-136 usados pelos russos.

Os ataques de drones, cuja fabricação é atribuída ao Irã, aumentaram nos últimos dias em várias partes da Ucrânia e afetaram especialmente a infraestrutura energética do país.

A esse respeito, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse ontem que o pedido da Rússia ao Irã por “drones e mísseis bastante simples” mostra que Moscou admite sua “falência militar e política”. EFE