Ucrânia recupera província anexada de Kherson, diz prefeito local

Lviv (EFE).- As tropas da Ucrânia recuperaram a sede administrativa da província de Kherson, no sul do país, que estava ocupada por Moscou, e retiraram a bandeira da Rússia, segundo indicou nesta quinta-feira uma fonte local.

A informação foi divulgada no Telegram por Yevhen Ryshchuk, prefeito de Oleshky, cidade que é capital da província que foi anexada por Moscou, após a ocupação militar decorrente da invasão do território ucraniano, iniciada em fevereiro deste ano.

“Os locais da parte direita da região de Kherson informam que as tropas russas abandonaram os postos de controle nos assentamentos de Chornobaivka, Stepanivka y Bilozerka”, indicou o líder do governo municipal.

“Na própria cidade de Kherson, o número de pessoal militar diminuiu visualmente”, comopletou Ryshchuk.

Todos esses postos de controle ficam nos arredores de Kherson, um importante porto fluvial ucraniano às margens do rio Dnieper.

A província de Kherson, junto com Zaporizhzhia, ambas no sul da Ucrânia, assim como Lugansk e Donetsk, no leste do país, foram anexadas pela Rússia e são pontos onde são registrados os maiores combates entre os dois lados do conflito. EFE