Ucrânia registra 429 mortes de crianças por ataques da Rússia

Lviv (EFE).- O Escritório do Procurador Geral da Ucrânia informou nesta sexta-feira que ao menos 429 crianças morreram no país desde o início da invasão russa, em 24 fevereiro, enquanto mais de 800 menores ficaram feridos.

De acordo com a informação divulgada através do Telegram pelos procuradores da infância da Ucrânia, as mortes ocorreram por consequência de diferentes ataques em todo o país, especialmente nas regiões do leste.

Ao todo, 817 crianças sofreram lesões de diferentes graus e precisaram de auxílio médico.

A Procuradoria informa que o número não é considerado definitivo, já que seguem os trabalhados para estabelecer as vítimas entre crianças onde as hostilidades estão ativas e nos territórios ocupados pelos russos ou nos que foram recentemente libertados pela Ucrânia.

Devido aos bombardeios e ataques das forças armadas da Rússia, 2.663 instituições de ensino foram danificadas na Ucrânia, segundo que 326 foram totalmente destruídas, de acordo com a mesma fonte. EFE