Zelensky projeta “ano difícil pela frente” e pede “humanidade”

Madri (EFE).- O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou nesta quarta-feira que os ucranianos estão em um ano difícil, mas que não devem perder a humanidade apesar dos “terríveis meses” passados por causa da guerra.

“Não percamos a nossa humanidade, apesar de termos passado meses terríveis. E não a perderemos, apesar de termos um ano difícil pela frente. Conseguiremos a vitória. E temos realmente de fazer isso juntos”, disse o governante no seu habitual discurso noturno.

Depois de se referir às questões políticas mais importantes nesta quarta-feira, como o seu discurso no Parlamento, Zelensky dirigiu as suas palavras aos cidadãos, pedindo para que se apoiem e se protejam.

“Não importa o que está acontecendo e o que está na sua mente, apoiem-se. Tirem algum tempo para dizer palavras amáveis às pessoas próximas. Mesmo que estas não sejam pessoas próximas, apenas outros ucranianos”, aconselhou.

O chefe de Estado pediu para que os cidadãos se preocupem com os outros, que ajudem outras pessoas.

“Se uma pessoa está em uma situação difícil, em tempos tão difíceis, é deixada sozinha e por alguma razão não tem familiares, por favor, pergunte se precisa de ajuda. Ou simplesmente ajude sem sequer perguntar”, recomendou.

Zelensky pediu atenção especial às pessoas que têm os seus filhos na guerra: “Preste atenção: cumprimente, ouça, ajude”. EFE