Alberto Fernández pede ao povo do Brasil que “conviva em democracia”

Buenos Aires (EFE).- O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pediu nesta quinta-feira ao povo brasileiro que “conviva em democracia” e respeite o resultado das eleições presidenciais, que deram a vitória ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Comemoro enormemente a vitória de Lula da Silva no Brasil. E peço ao povo brasileiro que conviva em democracia, que se respeite”, disse Fernández na abertura do Congresso Cidades para Viver Bem.

Fernández, aliado próximo de Lula, viajou ao Brasil na última segunda-feira para se encontrar com o líder do PT e parabenizá-lo pela vitória no segundo turno das eleições presidenciais realizadas no último domingo.

Desde então, quando Lula venceu o atual presidente, Jair Bolsonaro, por uma diferença estreita de 1,8 ponto percentual, estão sendo registrados protestos em todo o Brasil de pessoas que se recusam a reconhecer o resultado das urnas.

Os protestos golpistas se dividiram entre bloqueios de estradas por motoristas de caminhão e manifestações massivas do lado de fora de quartéis em dezenas de cidades pedindo “intervenção militar”.

“Viver em uma democracia não significa apenas ganhar uma eleição, significa respeitar o resultado da eleição e conviver na diferença”, comentou Fernández nesta quinta-feira.

O presidente argentino, que atualmente preside a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), destacou que a América é “um continente democrático, que valoriza a democracia”, embora tenha admitido que “a região apresenta muitas dificuldades”.

“Estamos no continente mais desigual do mundo. É algo que deve nos preocupar e nos ocupar para que possamos trabalhar rápida e articuladamente para acabar com esse problema”, declarou Fernández, que ressaltou que “o capitalismo posterga o hemisfério sul e gera muita energia no norte”. EFE