Republicano surpreende e vota em Trump para presidir Câmara dos EUA

Washington (EFE).- O nome do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (2017-2021), protagonizou um momento inusitado nesta quinta-feira na Câmara dos Representantes do país após ser votado por um dos congressistas para presidir a Casa, mergulhada em um completo caos nos últimos dias devido a um impasse que impede a eleição de seu líder.

Durante a votação por ordem alfabética, ao chegar à letra G, o congressista pela Flórida Matt Gaetz, aliado do ex-presidente, declarou seu candidato ao cargo: Donald J. Trump.

Como explicou a emissora “CNN”, não há regra que impeça o voto em uma pessoa apenas por não ser membro da Câmara e os parlamentares podem, basicamente, votar em qualquer um.

A Câmara dos Representantes realizou nesta quinta-feira a sétima votação para eleger seu presidente, que voltou a não ter sucesso, uma vez que nenhum dos candidatos obteve a maioria necessária.

Gaetz pertence ao grupo ultraconservador Freedom Caucus que se recusa a apoiar o candidato republicano do aparato do partido, Kevin McCarthy.

No total, são 20 os congressistas que optaram por outro republicano, Byron Donalds, nas últimas votações, exceto pela anedota do voto em Trump.

O próprio Trump se referiu nesta quarta-feira ao bloqueio que o Congresso dos EUA está enfrentando e pediu aos republicanos que apoiem McCarthy.

“Republicanos, não transformem uma grande vitória em uma derrota gigantesca e vergonhosa”, sugeriu o ex-presidente, sem ter conseguido convencer seus aliados. EFE