“Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo” lidera número de indicações ao Oscar

Los Angeles (EUA).- Concorrendo em um total de 11 categorias, “Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo” será o filme a ser batido na 95ª edição do Oscar, cuja cerimônia de premiação está marcada para 12 de março no Dolby Theatre de Los Angeles, segundo anunciou a Academia de Hollywood nesta terça-feira.


Na categoria principal, de Melhor Filme, “Tudo em Todo Lugar…” concorrerá contra “Nada de Novo no Front”, “Avatar: O Caminho da Água”, “Os Banshees de Inisherin”, “Elvis”, “Tudo em Todo O Lugar ao Mesmo Tempo”, “Os Fabelmans”, “Tár”, “Top Gun: Maverick”, “Triângulo da Tristeza” e “Entre Mulheres”.

Onze indicações


A produção, dirigida por Daniel Kwan e Daniel Scheinert, alcançou o maior número de nomeações, seguido por “Os Banshees de Inisherin” e “Nada de Novo no Front”, com nove indicações cada.


“Elvis” vem logo atrás com oito indicações, enquanto o filme autobiográfico de Steven Spielberg, “Os Fabelmans”, recebeu sete indicações.


Spielberg, aliás, foi indicado pela nona vez ao Oscar de Melhor Direção e dessa vez concorrerá com Kwan e Scheinert (“Tudo em Todo Lugar…”), Martin McDonagh (“Os Banshees de Inisherin”), Todd Field (“Tár”) e Robert Östlund (“Triângulo da Tristeza” ).


Nas categorias de atuação, a disputa pela estatueta de Melhor Atriz ficará entre Cate Blanchett (“Tár”), Ana de Armas (“Blonde”), Michelle Yeoh (“Tudo em Todo Lugar…”), Michelle Williams (“Os Fabelmans”) e Andrea Riseborough (“To Leslie”).

Estatua dos prêmios Oscar.EFE/John G. Mabanglo


Além disso, Angela Bassett (“Pantera Negra: Wakanda para Sempre”), Hong Chau (“A Baleia”), Kerry Condon (“Os Banshees de Inisherin”) Jamie Lee Curtis e Stephanie Hsu (“Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo”) concorrerão na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante.


Já os indicados ao prêmio de Melhor Ator são Brendan Fraser (“A Baleia”), Austin Butler (“Elvis”), Collin Farrell (“Os Banshees de Inisherin”), Paul Mescal (“Aftersun”) e Bill Nighy (“Living”).


Ainda entre os homens, a disputa na categoria de Melhor Ator Coadjuvante ficará entre Brendan Gleeson (“Os Banshees de Inisherin”), Brian Tyree Henry (“Passagem”), Judd Hirsch (“Os Fabelmans”), Barry Keoghan (“Os Banshees de Inisherin”) e Ke Huy Quan (“Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo”).


O Brasil, por sua vez, ficará novamente de fora da festa. Os dois pré-indicados, o documentário “Território” e o curta-metragem “Sideral”, não foram selecionados para a lista final.

Argentina concorre a melhor filme internacional

Outro representante brasileiro em etapas anteriores, “Marte um” não conseguiu ficar entre os 15 semifinalistas para concorrer ao prêmio de Melhor Filme Internacional. A América do Sul será representada na categoria por “Argentina, 1985”.


A produção argentina, dirigida por Santiago Mitre, concorrerá contra “Nada de Novo no Front” (Alemanha), “Close” (Bélgica), “The Quiet Girl” (Irlanda) e “Eo” (Polônia).