Biden pede “paz justa” para a Ucrânia, e Zelensky agradece por ajuda dos EUA

Washington (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quarta-feira ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, na Casa Branca, que esperava que a guerra no país europeu termine com a obtenção de uma “paz justa”, enquanto o líder ucraniano aproveitou a oportunidade para agradecer ao governo americano pelo apoio e ressaltou que os combates continuam.

Os dois líderes fizeram as declarações no início de uma reunião no Salão Oval da sede do governo dos EUA, que faz parte da programação da primeira viagem de Zelensky fora da Ucrânia desde o início da invasão da Rússia a seu país.

“Nós apoiamos a Ucrânia na busca de uma paz justa”, disse Biden, que foi o primeiro a falar e aproveitou a oportunidade para transmitir a Zelensky o apoio dos Estados Unidos ao povo ucraniano e a ele pessoalmente, por ser um “grande líder”.

“Você é o homem do ano”, afirmou Biden a Zelensky.

Ajuda militar

O presidente americano também prometeu que Washington continuará a fornecer ajuda militar à Ucrânia para que ela possa se defender contra a Rússia e explicou que, como seu governo havia anunciado há algumas horas, o país vai entregar pela primeira vez o sistema de defesa antiaérea Patriot às forças ucranianas.

Por sua vez, Zelensky começou seu discurso dizendo que gostaria de ter ido antes aos EUA, mas não pôde por causa da “situação difícil” em seu país.

“Obrigado a todas as pessoas comuns dos Estados Unidos. Sinto um grande sentimento de gratidão”, declarou Zelensky.

Ele também agradeceu pessoalmente a Biden e ao Congresso dos EUA por toda a assistência à Ucrânia, bem como a países da Europa, e disse que “a guerra ainda não acabou”.

Zelensky presenteia Biden

O líder ucraniano presenteou Biden com uma condecoração de um capitão das Forças Armadas ucranianas descrito por ele como um “herói” e que está envolvido na operação de um dos sistemas de mísseis de longo alcance HIMARS, que os EUA enviaram para a Ucrânia.

“Ele foi muito corajoso e me disse para dar isso a um presidente muito corajoso”, disse Zelensky a Biden, que reagiu com gratidão e prometeu um presente semelhante de volta ao capitão.

Zelensky explicou que o nome do capitão é Pavlo e que só ontem ele lhe entregou a decoração, quando o líder ucraniano visitou a cidade de Bakhmut, na região de Donetsk, uma das áreas mais disputadas entre os exércitos ucraniano e russo. EFE